O que são os Centros de Estudos Europeus e Alemães no mundo?


São 20 centros interdisciplinares de Estudos Europeus e Alemães no mundo - Canadá (3), China, PR (1), França (1), Israel (2), Japão (1), Corea do Sul (1), Países Baixos (1), Polônia (1), Rússia (1), Reino Unido (2) e Estados Unidos da América (6) – fundados pelo Primeiro Ministro Helmut Kohl desde 1991.

O site oficial do DAAD assim os descreve:

Nestes centros intedisciplinares a pesquisa científica, a política contemporânea e o interesse do publico em geral é focado e reunido em temas relacionados à Alemanha e à Europa.” Os centros são comparados a faróis (beacons) que “tem como finalidade principal assegurar para a jovem geração de acadêmicos conhecimentos e expertise sobre a Alemanha e a Europa de forma a propagar estes conhecimentos e assegurar contínua cooperação entre a Alemanha e seus parceiros internacionais.”

Os primeiros três centros, foram nos EUA, em 1991, nas Universidades de Harvard, California-Berkerley e Georgetown (Washington). Depois foram fundados no Meio-Oeste norteamericano (Universidades de Minnesotta, Winconsin-Madison e Brandeis) e os 3 centros no Canada (Univ. de Toronto, Univ. de York em Toronto, Univ. de Montreal) e dois na Inglaterra (Cambridge e Birmigham). Nos anos 2000, por propostas nacionais, foram criados os centros em Paris (com 12 universidades de excelência) e em Amsterdam, na Europa Central e do Leste (Polônia em Varsóvia, Rússia, em São Petersburg). Depois na Ásia, na renomada universidade de Todaí no Japão, na Universidade de Peking na China. Em 2007 também, foram fundados dois centros em Israel, na Hebrew University de Jerusalem e na  Universidade de Haifa. E, mais recentemente, na Chung-Ang University na Corea do Sul em 2013.

O centro brasileiro, o CDEA UFRGS-PUCRS em Porto Alegre é o primeiro na América Latina e o primeiro localizado no Hemisfério Sul, dotado assim de uma simbologia muito especial, pois quer atingir também todos nossos parceiros latino-americanos. Os centros de Estudos Europeus e Alemães hoje são uma grande ‘rede’ de investigadores e pesquisas relacionadas com os grandes temas europeus e alemães nas ‘humanidades’, organizando eventos, cursos de mestrados interdisciplinares, doutorados em co-tutela, cursos de verão e escolas doutorais itinerantes entre os centros, abrindo assim a possibilidade para todos os pesquisadores e a comunidade em geral se beneficiar desta rede de excelência já com 20 anos de existência.

Em tradução livre, os 6 pontos destacados no site do DAAD podem ser assim resumidos:   1. São centros cuja o ensino, a pesquisa (e a extensão) é interdisciplinar; para uma formação superior de excelência em temas europeus e alemães. 2. Visam desenvolver, testar e manter novos cursos ou programas de mestrado e doutorado na temática. 3. Visam expandir e consolidar as pesquisas locais sobre desenvolvimentos atuais na Alemanha. 4. visam estabelecer programas para (pesquisadores e professores) visitantes, cursos e série de conferências como os melhores experts da Alemanha e da Europa. 5. Alcançar o público em geral, tornando o Centro visível a nível regional e nacional e determinando seu papel de centro nacional de referência para Estudos Alemães e Europeus, e prestador de consultoria política.

Os centros no mundo, prioritariamente, visam realizar as seguintes atividades:

  • providing extensive interdisciplinary teaching, supervision and support
  • raising the quality of graduate education within the specific subject fields
  • developing, testing and conducting new degree programmes (with a focus on Master and PhD programmes)
  • expanding upon project-based research on the current and contemporary development of the Federal Republic of Germany
  • establishing programmes for visiting lecturers and conducting guest lectures with leading experts on Germany and Europe
  • reaching out to the general public, making the Centre visible regionally and nationally and ascertaining its role as a national Centre of reference for German and European Studies and a provider of political consultancy.”